Transferência de tecnologia Deixe um comentário

Você desenvolveu um produto ou processo, aplicativo ou tecnologia, e tem interesse em negociar?

Uma dúvida muito comum é o que fazer após a criação da tecnologia.

O ideal, é iniciar com uma análise técnica, sobre o que foi desenvolvido, para saber se é possível proteger de alguma forma antes negociar.

No mercado de tecnologia, principalmente, o receio de muitos desenvolvedores é de apresentar sua invenção e acabar tendo sua ideia “copiada”. Mas o que pode ser feito para evitar isso?

Uma forma, é elaborar um termo de confidencialidade para que seja assinado antes da apresentação do produto ou processo.

Muito importante ter auxílio de um advogado especializado na área, tanto para elaborar o termo, como para orientar sobre que informações podem ser passadas caso a parte se recuse a assinar o termo.

Além disso, um bom termo de confidencialidade é elaborado conforme as especificidades do produto ou processo e o mercado no qual está inserido.

Este termo não pode ser genérico, deve descrever qual a tecnologia será considerada sigilosa, suas características principais, o prazo de sigilo, quais as penalidades em caso de descumprimento e possíveis exceções.

A parte que oferece o termo de confidencialidade também deve ter estratégias prontas, caso a parte receptora tenha interesse em negociar. É preciso ter uma margem de flexibilidade para aumentar as chances de uma negociação frutífera.

Se você está nessa situação e precisa de um auxílio profissional para analisar seu caso e propor a melhor solução jurídica para proteção de forma que tenha segurança em sua negociação, agende uma reunião com os profissionais da Lummiê.

#transferenciadetecnologia #protejaseunegocio #propriedadeindustrial #propriedadeintelectual #termodeconfidencialidade #marcas #patente #software

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de Compras

close