QUANTO VALE A SUA MARCA? Deixe um comentário

Uma marca é a representação de uma empresa e significa, entre outras coisas, legitimidade 

Fazer o registro dessa marca, além de protegê-la contra uso indevido por terceiros, agrega valor de mercado em comparação à outras, que ainda estão trabalhando desprotegidas.

No Brasil, por exemplo, as 60 marcas mais valiosas representam U$$ 53 bilhões em valor de mercado, enquanto que a maior plataforma de carros por aplicativo, sozinha, representa U$$ 62 bilhões.

MILAGRE? NÃO!

Uma série de fatores colaboram para a concretização desses números, como: boas campanhas de MKT, investimento no público-alvo correto, investimento em tecnologia, mas, nada disso seria suficiente se a marca não tivesse sido pensada de forma estratégica e devidamente protegida através do seu registro!

O QUE SEU CLIENTE QUER VER?

Quantas vezes você já se pegou olhando para a marca de um produto que não, necessariamente, estava precisando naquele momento, mas, devido à  forma de apresentação ser interessante, chamou sua atençao. Afinal, as pessoas “consomem” primeiramente a parte visual.

O design, a escolha das cores, as letras, se estiverem apresentadas de forma harmônica, certamente irão despertar o olhar do seu cliente. Mas, já pensou, oferecer tudo isso e ter seu nome copiado por não ter o registro ? Terrível né!

OS 3 TIPOS DE REGISTRO

O INPI (Instituto Nacional de Produtos Industrializados) permite três formas de registro: nominativo, figurativo e misto.

NOMINATIVO: consite em registrar o nome de sua empresa, somente. Após uma consulta rigorosa feita por profissional especializado, desde que haja disponibilidade daquele nome dentro do seu ramo de atuação, o processo de registro é deferido ou indeferido. Uma das causas de indeferimento são nomes que tenham colidência com outros, ou que estejam, de alguma forma, contidos nas proibições legais,

FIGURATIVO: trata-se do registro apenas da logomarca da empresa,

MISTO: é o tipo de registro mais realizado; engloba a proteção de nome e logomarca.

CUIDADO: QUEM NÃO CRIA, COPIA!

Como você pôde perceber, o registro de marca é o primeiro passo para que você não tenha a desagradável surpresa de ter sua boa ideia copiada por outras pessoas, pois, o que mais acontece é a “busca” rápida na internet para ver se um determinado nome já existe. Mas essa estratégia não é nem um pouco recomendada; é preciso a busca correta através de programas específicos que tenham acesso ao banco de dados do INPI.

Portanto, procure um profissional realmente especialista em Propriedade Intelctual para não correr este risco, afinal, o nome da sua empresa pode valer muito mais do que você imagina! Não confie este serviço a quem não pode oferecer a verdadeira proteção.

Quanto vale ter sua empresa devidamente protegida, e com uma assessoria especializada cuidando do seu negócio como um todo, para que você possa prosperar com tranquilidade? A Lummie oferece o melhor custo-benefício!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de Compras

close