China concede primeira patente de vacina contra COVID-19 Deixe um comentário

A China acaba de aprovar a primeira patente de vacina contra a COVID-19, fabricada pela empresa de Pequim CanSino Biologics Inc. A candidata, batizada de Ad5-nCOV, teve o seu desenvolvimento liderado por Chen Wei, pesquisadora especialista em doenças infecciosas.

“A concessão da patente confirmou a eficácia e a segurança da vacina, demonstrando de maneira convincente os direitos de propriedade intelectual”, afirmou a CanSino em nota publicada no último domingo (16). A candidatura da patente aconteceu no dia 18 de março, três dias após o lançamento dos testes da fase um, com a aprovação saindo somente no dia 11 de agosto.

Na nota, a CanSino cita ainda que os Estados Unidos estão fazendo acusações contra o país asiático desde maio desse ano, afirmando, por exemplo, que hackers chineses estariam tentando roubar dados sobre o novo coronavírus para tratamentos e vacinas sem evidências substanciais.

Para que a patente fosse concedida, a vacina precisou estar de acordo com normas rigorosas da China, mostrando ser um produto ou tecnologia diferente de qualquer outro que já exista ao redor do mundo. Agora, com a patente oficial, a confiança no mercado chinês de desenvolvimento das doses passa a ganhar mais confiança no mercado internacional. A fase 3 dos testes da vacina Ad5-nCOV deve acontecer em diferentes países, como México, Arábia Saudita, e possivelmente, Brasil, Rússia e Chile.

Recentemente, a Rússia também demonstrou avanço no desenvolvimento de sua vacina Sputnik V, mesmo que a OMS (Organização Mundial de Saúde) não recomendasse o seu uso sem a divulgação dos resultados da fase 3. Agora, o país começou a enviar informações para a organização.

Fonte: Reuters

#patentes #covid19 #propriedadeintelectual #lummiepi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de Compras

close